segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Finalmente comecei a ler o livro que me foi presenteado a um ano atrás, do qual folhei as primeiras páginas, li os primeiros parágrafos, e, decidamente, não encontrei vontade de desenvolver...

Tudo me levou a concluir que só podemos apreciar um livro quando estamos pronto para ele.. eis que aqui estou.. entregue, apaixonada e emotivada. Adorando, embora chore a grande maioria da história, no trem, no ônibus, sentada e uma laje no intervalo do almoço... 
                                                                                me pego tremendo o queixo, enxugando lágrimas.. 

Esse livro me põe a refletir sobre a vida, quem fui, quem sou, quem esqueci e quem quero lembrar.... 

Me faz rascunhar por pedaços de papéis, em lembretes eletrônicos, em suas páginas...

É como ver a vida com cores que esqueci e as que ainda quero pintar... 

      é o agradecer a todo instante e tentar, além de apenas querer, ser uma pessoa melhor.. 

é o parar de resmungar pelos cantos: "o que estou fazendo da minha vida?!" e tomar as rédeas.. e se por acaso, instantes afloxar as cordas, retomá-las...

É o acreditar que a sua essência ainda é a melhor parte de você, embora lhe custe desilusões.. 

Não se trata apenas de uma história de amor, mas o buscar ser uma pessoa melhor,  por assim acreditar ser merecedor do amor do outro, como se pudéssemos escolher a quem amamos... 

Deixo trechos da parte que já li que me remeteram a uma grande viagem chamada: reflexão. 
" ..Eu me apaixonei por ela enquanto estávamos juntos, e me apaixonei ainda mais nos anos em que ficamos separados.." 
" paixão é paixão. É o entusiasmo intercalando o espaço do tédio... paixão e satisfação caminham lado a lado, sem elas qualquer felicidade é apenas temporária, porque não há o que a faça durar.... seria ver alguém em seu melhor momento, e descobrir que a felicidade geralmente é contagiosa "  
" um pouco de mistério é bom para a alma"  
"quando você está em dificuldades, olhe as pessoas ao redor e verá que todas estão sofrendo por algo, e para cada uma delas,  a situação parece tão difícil como o que você está passando"  
"já me disseram  que ser imprevisível aumenta o mistério em uma mulher" 
"obrigado por ser quem você é"  

Trechos extraídos do livro Querido John. Sparks, Nicoholas.  

9 comentários:

  1. :)
    Mantenha essa ciranda diária com as palavras, esse horário de ir ao pátio das emoções e brincar de ser mais humana. Mas, praticando.
    Abraço!
    TOM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tento todos os dias colocar em prática. abração

      Excluir
  2. Os grandes livros que li, os fiz no trem, no ônibus, na laje, entre uma obrigação e outra. Se hoje sou uma boa pessoa, não sei. Mas, com certeza, estes livros não me deixaram ser uma pessoa medíocre.

    Beijos.

    Carlos Vargas

    ResponderExcluir
  3. Ohhhh Cris, concordo que só podemos apreciar um livro quando estamos pronto para ele.. e tem coisa melhor quando esse momento chega??? Abrimos na pagina marcada e não queremos mais parar de ler………..Aaaaaaamo ler teu blog!! Nunca pare de escrever para que eu sempre possa ler…Beijoooos

    ResponderExcluir
  4. Oi, Cris, amigona! Que bom q estás desfrutando do bom que é ler e se deixar levar pela leitura.. E principalmente por te motivar a disparar a tua escrita tão boa que é para quem lê e te dizem teus leitores, tá aí! Bj amiga, adelante!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. estou com saudades de ti... minha fonte de inspiração.. aliás o livro da Lia Luft está te esperando.. bjus

      Excluir
  5. Muito lindo!!!Adorei.Continue escrevendo, e, sempre pense positivo, que as coisas boas vem ao natural.Abraço

    ResponderExcluir